Pintando casa
12ago

Aplicativos para celular, leitores de cor e loja-conceito são algumas ferramentas que as empresas disponibilizam para ajudar o cliente a escolher o tom mais adequado e até mesmo criar um.

Confira dicas para escolher a cor e a tinta certas na hora de pintar a casa

A Sherwin-Williams oferece o aplicativo Color Snap, no qual é possível capturar a cor de qualquer objeto e encontrar a mesma ou equivalente na paleta de cores da marca.

Já o da Suvinil, chamado calculadora, mensura o quanto de tinta será necessário para pintar a parede, com base na metragem.

A Coral desenvolveu um simulador de ambientes para que o cliente possa ver no computador, ao inserir fotos do local, como a cor vai ficar na parede da casa.

Para divulgar e vender suas tintas, a Lukscolor criou uma loja-conceito em Moema, na zona sul da capital paulista. No local também é possível fazer cursos gratuitos, que vão desde como preparar uma parede até técnicas mais complexas de pintura.

Na opinião da designer de interiores Adriana Fontana, 35, a tecnologia mudou a forma de escolha e abriu um leque de possibilidades.

A grande quantidade de opções, no entanto, pode induzir o consumidor ao erro ou à mesmice. “É tanta cor que tem gente que acaba caindo no tradicional bege e gelo. Do outro lado, existem pessoas que acham que, só porque todas essas cores existem, elas devem ser usadas de uma vez. Excesso de cor é tão ruim quanto a falta dela.”

Fonte: Folha

Deixe seu comentário

Erro: Please check your entries!